Eu gosto de sol

| 7 Comments

Não gosto de chuva! Mas de Sol, que  me acaricia o corpo.
Gosto sim, do cheiro a terra molhada, da relva cortada, do pão acabado de cozer.
Ainda me lembro do cheiro de minha MÃE, que é um misto de tudo isto.
E… na plenitude de MIM!…
Invento o cheiro dos cravos, a cor das buganvílias, e a luz das estrelas. Que não vou conseguir tê-las.
Invento os espinhos dos cardos, e o perfume das tílias.
Só as estrelas consigo vê-las.

(Miguel)

7 Comments

  1. Quem te conheça, percebe imediatamente os traços dos teus textos, muito belos, sempre.
    Fico satisfeito que estejas a colaborar num blog e começarei a segui-lo, como é óbvio.
    Mas sendo tu o autor do post devia estar assinalado, no início “by Miguel”.

  2. Meu querido Irmão,tal como tu também não gosto dos dias de chuva, são cinzentos e sem luz. Deixam-me deprimida. No entanto gosto de estar deitada e ouvir o “tamborilar” das pingas de chuva a cairem dos beirais, gosto de estar no aconchego do Lar e ouvir chuver lá fora. Os teus cheiros são quase os meus. Gosto do cheiro a terra molhada, do cheirinho de Mãe do cheiro da infância, que há muito partiu e deixou dentro de nós uma saudade imensa. Como era maravilhoso corrermos naquela imensidão de campo, que hoje ao olharmos aquela Quinta, nos parece tão pequena, pularmos para dentro do Lago grande e ficarmos todos molhadinhos e sujos de lismos, e logo de seguida ouvirmos um grandecissimo ralhete da nossa Mãe, quando não era uma Tareia. Mas nessa altura, o Mundo era nosso e a felicidade era imensa. Tinhamos Pais que seguravam por debaixo de nós uma “REDE” invisível, para que nada nos acontecesse, tinhamos a felicidade de podermos saltar pela janela e irmos ver nascer o Sol. E tinhamos o nosso Amor, a Ternura e a nossa Cumplicidade que felizmente ainda hoje perdura. Passamos pelo tempo e a vida deu-nos outros presentes, mais amargos e dificeis de resolver, mas juntos temos conseguido vencê-los. Sabes porquê Meu querido Mano? Porque o Amor que nos une continua vivo dentro de nós e porque nos temos um ao outro…

  3. Obrigado Catarina! Somos os dois filhos do Sol.

  4. Eu também gosto do sol… mas tudo o que faz parte da natureza é necessário e isso faz parte de nós, sem dúvida…
    Continua escrevendo… escreves muito bem e bonito.
    Beijinhos amiga

  5. Comento o Sol que gosto mais que a chuva, principalmente em dias como hoje! Finalmente o Sol chegou aos blogs … fazias cá falta, um talento perdido que, felizmente, foi reencontrado, espero que para não se perder de novo! 🙂 Um beijinho grande e … PARABÉNS!!!!!

Deixar uma resposta

Required fields are marked *.