Temos passado

| 3 Comments

O meu cão e o meu gato têm passado? Claro que têm!

Se não tivessem passado, não teriam memória. A memória refere-se sempre a algo do passado. Sem ela não seriam capazes de reconhecer as pessoas com quem vivem, a casa onde moram, nem seriam capazes de refazer percursos.

Não é por acaso que os pássaros após fazerem grandes voos à procura de alimento regressam sempre ao local onde estão os filhos para os alimentar. E não só os pássaros mas todos os animais, selvagens ou não.

O que seria dos homens sem passado? Como conseguiriam viver sem memórias? Sem (re)conhecer as pessoas, as coisas e os outros animais? Tudo seria estranho, porque tudo seria novidade, a própria aprendizagem não existiria. Tudo seria descartado. Não havia recordações, não existiria família nem amigos, já que todos eram desconhecidos. Não havia a noção do tempo. Não tínhamos história pessoal nem colectiva.

Não éramos nós! O passado é a nossa escola de vida, faz parte da nossa identidade.

É surpreendente! Perder a memória é perder o passado. Um passado que continua a ser nosso, mas que não reconhecemos e, por isso, para nós, deixa de existir.

O passado sustenta a nossa essência e delineia o nosso caminho, ou melhor, as escolhas que fazemos no nosso caminho.

Que nunca nos esqueçamos que temos passado.

3 Comments

  1. Bonito o que escreves, continua….
    Beijo
    kikas

  2. Pois é amiga, esperamos sempre que nunca esqueçamos o passado nem o nosso caminho de volta, mas por vezes isso é nos “retirado” e voltamos a ser “bebés”, esquecendo todo o nosso percurso de vida…
    Beijinhos Keta

  3. Para nós seres humanos «racionais» temos um passado próprio e até colectivo.
    Gostei como envolves tudo de um mesmo passado (em relação aos animais). É uma certa forma de antropomorfismo. Eles lá têm o seu código genético, não igual ao nosso. (digo eu???)…

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.