A máscara

| 4 Comments

Eu e a máscara

Sim!… essa «máscara» aí na imagem, sou eu, o Miguel. Não importa ser no Carnaval ou não. É sempre uma em cima de outra.

E temos tantas, conforme as circustâncias; aprendemos assim desde pequenos.
Fazer beicinho quando se quer alguma coisa, fazer um sorriso quando lhe agradou a coisa.
Tudo fica na expressão facial, cada um à sua maneira.

Para alguns é mais difícil, porque não conseguem tirar a segunda máscara.
Nos amigos! Nós entende-mo-los; podemos dizer até: tira essa que não te fica bem. Quanto aos outros apenas desconfiamos, e voltamos a renovar a «máscara» para nossa defesa.

EU! Aí estou de «mulher» (com ar trágico, decadente, talvez?).

Mas quem não tem dentro de si um pouco de HOMEM e MULHER? Fomos criados pelos dois, somos frutos de uma ambivalencia.
Quem não sentir isso é AMORFO , não tem certezas de si próprio.

A «máscara» é sempre mortal, com o seu andar sobe sempre os degraus todas as noites, sem nos deixar dormir…..
Na manhã seguinte estamos prontos para por uma nova. Mesmo que seja de perfil, atada ao silêncio das águas negras da nossa aflição.
E!… Com os olhos apertados pelo medo, aguardamos um SOL que nos ilumine, vindo sem sangue, sem ódio, sem raiva, sem rancor.
Mas que venha de pés descalços entre a chuva e as areias dos nossos desertos.

E aí!… dizemos…..
Troca a tua máscara com a minha, que com a tua farei uma «relíquia»…

4 Comments

  1. Grandes verdades… Eu também queria tirar aquela que tenho há muitos, muitos anos…. Queria dizer ao mundo que gosto de rir, de correr (se ainda podesse), brincar, dizer que gosto do sol, da noite, da madrugada, dizer o que gosto, dizer aquilo que Amo e o que detesto… Mas não posso. Tu entendes-me não é Meu Querido Irmão!?

    • Sim eu entendo-te!…
      Mas… tira a «máscara» velha e cansada de estar agarrada à tua cara. E põe outras novas, para quando te olhares ao espelho, poderes dizer…….
      Uiiiii!… Esta ainda não conhecia, vou só experimentar.

  2. Excelente o texto, como sempre. A foto já conhecia e é das “máscaras” mais conseguidas que já exibiste; é difícil reconhecer-te…

    • Para já, obrigado por dares sempre uma «palavrinha» ao que eu escrevo.
      Não sei se são «excelentes» textos ou não!?…
      Só escrevo o que me dá na «gana»…….

Deixar uma resposta

Required fields are marked *.