Que amor é este?

| 3 Comments


Dedico este texto à minha irmã

– Bom dia meu amor!… Já há três noites que te não via. Sei que andaste em bares de mulheres de «má fama», sei que no cais te andaste a meter com os marinheiros, e até andaste a jogar à bola com os meninos do bairro da lata! Pretos, brancos, ciganos, e jogar bilhar com os adultos.

Eu sei que para ti pouco importa, sendo só para ti uma forma de estar.

Depois vens chegando sorrateiramente, com os olhos no chão, como uma criança que fez uma maldade com medo de um raspanete dos pais.

Aí! Eu digo para ti…
Vem… envolver-te nos meus braços nus. E dá-te todo com ternura e carinho, que eu dar-te-ei em troca, e vamos adormecer no reino dos anjos.

Lembras-te? Quando eu «ainda criança» sofri e chorei pela morte da minha cadelinha, que o meu pai mandou matar? Eu lembro-me! Deste-me conforto, ficaste a meu lado, nunca me vou esquecer!

Obrigado por tudo. E como diz uma amiga minha… «lembra-te de mim».

Lembras-te também quando fomos brincar para a neve e atiravamos bolas de neve um ao outro?
O que nós nos divertimos. Eu era mais jovem, agora estou mais cansado, mais velho até. Enquanto tu és sempre firme e intemporal.

Uma noite destas senti saudades tuas, fui à rua e olhei para o céu, que estava lindo com uma Lua cheia. E… de repente, tu estavas na Lua. E por graça pensei cá para mim… (ainda vais ficar aluado).

Apeteceu-te, eu sei!

Estavas tão lindo, iluminado com a luz cândida e suave da Lua!…
E… exclamei para a Lua!
– Lua… O Amor fica-te tão bem!……

3 Comments

  1. Obrigado Meu Amor. Sei o quanto me amas, sei que o teu amor por mim é incondicional e intemporal (ainda que eu regressasse dos Bares de Marinheiros após três dias e três noites fora de casa. Sei que estarás sempre do meu lado. Ainda hoje sinto a dor que tiveste e como sofres com a ausência repentina da tua LIRA. Mas as tuas dores são as minhas dores assim como os teus momentos felizes, são os meus. Hoje já não brincamos com a neve mas ainda temos os nossos MOMENTOS…….. Um beijo do tamanho do mundo da tua sempre Irmã. E não te esqueças de olhar a Lua quando ela enche a nossa alma de luz, e olha também as estrelas porque nelas estão a olhar por nós todos aqueles que já perdemos e que nos amavam tanto……

  2. Imagino quanto a tua irmã vai adorar…

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.