O Verdadeiro amigo

| 8 Comments

Quando o teu caminho cruzou o meu, quem poderia adivinhar que esse instante seria o início de uma grande amizade?

Poderia ter sido apenas um encontro corriqueiro, uma coisa simples e passageira como acontece com tantos outros que se cruzam connosco. Mas não! Contigo foi diferente. Não é que me tenha apercebido disso logo no início, mas o facto de nos voltarmos a encontrar, de nos envolvermos mais nas conversas, de conhecer melhor quem tu és (ou eras porque o tempo também passa por ti e também deixa marcas), de apreciar a tua companhia… fez de ti uma pessoa muito especial para mim. E hoje gosto de poder contar ainda com a tua confortante companhia, com os teus conselhos (quando preciso de orientação), com as nossas lembranças dos momentos que passamos juntas e ter a convicção e a segurança de que, estejas onde estiveres, posso contar contigo e tu comigo.

Aproveito para partilhar um texto que uma amiga de coração (era assim que identificávamos a nossa amizade) um dia me enviou:

“O verdadeiro amigo nem sempre é aquele que saca da carteira e salda a tua dívida; é bem possível que seja aquele que nem carteira possui, a não ser a de ser gente tão somente. Também é possível que o verdadeiro amigo não seja aquele que sempre está presente no convívio diário, mas aquele que, sempre oculto, está torcendo, lutando por ti…

Nem sempre é aquele que te dá cartão de entrada em tudo, mas aquele que, nem entrada tendo, te dá cartão de saída porque te preza de coração.

O verdadeiro amigo nem sempre é aquele que te apoia em todas as atitudes, opções ou decisões a tomar, mas sim aquele que por te amar tem coragem de te apontar o que é mais certo e o melhor.

Também não é aquele que sempre te diz “sim, sim”, mas aquele que te sabe dizer um “não” quando às vezes esperas um “sim”.

Amigo não é somente quem costuma estar presente nos momentos de alegria e felicidade, mas principalmente aquele que participa das tristezas e fracassos por que passas.

Nem é verdadeiro amigo quem a todo o momento te diz “conta comigo, pede o que quiseres”; muito maior amigo é aquele que permanece calado o tempo todo, aguardando o momento oportuno para te servir melhor…

Nem sequer o verdadeiro amigo é aquele que chora com a derrota do teu clube, mas sim aquele que sabe alegrar-se com a tua conquista e vitória…

Finalmente, o verdadeiro amigo é aquele que, quer na alegria, quer na tristeza, sempre está pronto a confortar-te ou até mesmo a sorrir-te”

(Autor desconhecido).

 

8 Comments

  1. Gostei, Keta. É bom ter-se um ou mais Amigos desses… Eu já tive (ou talvez ainda tenha, não sei bem)….. Um beijinho

    • Gracinha, há quem diga que a amizade é como um caminho, de vez em quando temos que percorrer esse caminho aproximando-nos do amigo, senão a erva começa a crescer e o caminho pode deixar de se ver.
      Beijinhos.

  2. A transparência, a força de vontade em continuar… o sentir, a opção por caminhos traçados por «acaso» e simplesmente transmitir e partilhar esses mesmos caminhos, são dons que nem todas as pessoas possuem. A força das tuas palavras inquietam qualquer pessoa, a sinceridade acima de tudo. Eu mesmo sinto arrepio e ao mesmo tempo conforto. Eu sei que tu és assim e fico feliz por seres assim e teres ao teu lado a(s) pessoa(s) certa(s). Eu quero continuar a partilhar contigo este caminho para te poder fazer feliz… Continua Keta, beijinho.

    • Os nossos caminhos seguem trilhos que nos são completamente desconhecidos até ao dia em que lá chegamos. Os cruzamentos começam sempre com a surpresa e a partir daí somos nós que mantemos ou não a “ligação”. Beijinhos e obrigada pelo teu comentário.

  3. Keta gostei do teu verdadeiro amigo… mas o texto do autor desconhecido é tb o amigo que todos nós gostaríamos de ter… gostei do teu “escrito”. Beijinhos amiga

  4. É dedicado a algum amigo em especial, ou é de uma forma geral??

    • Miguel, o texto é para todos mas quando é escrito pode ser a pensar em alguém especial. Afinal, a inspiração vem quando nos concentramos em alguém ou em alguma coisa, que pode ir de uma simples palavra, um momento ou um som, até um sentimento, uma angústia ou um desejo.

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.