Loucura

| 7 Comments

Quis tantas vezes escrever-te um poema
Falar-te de amor e de ternura.
Quis tantas vezes escrever-te um poema,
Mas nunca este, feito de amargura…

Que vontade louca de
Arrancar do peito o sofrimento
Fazer de ti ninguém
Votar-te ao esquecimento.

Que vontade louca de desfazer a tua imagem
De maltratar o teu corpo…
Deixá-lo quase exangue,
Deixá-lo quase morto.

Quis tantas vezes escrever-te um poema,
Olhar-te com desejo
Falar-te com amor
Quis tantas vezes escrever-te um poema,
Mas nunca este.
Feito de dor.

Mataste tudo de bom
Que ainda tinha p’ra dar
Mataste em mim a alegria
E a vontade de amar.
E se mais queres destruir
Fazer de mim um farrapo
Eu dou-te um tecido novo
Para que o tornes num trapo…
E se mais ainda quiseres
Aceita o meu coração
Tira-lhe a sensibilidade
Semeia a destruição…

Quis tantas vezes escrever-te um poema,
Falar-te com carinho
E com beleza…
Quis tantas vezes escrever-te um poema,
Mas nunca este,
Feito de tristeza.

Se vires o ódio plantado
Nesta forma de expressão
Acredita que é o meu amor ferido
Que não admite o perdão.

Quisera fugir de ti
Ir para um lugar qualquer
Para encontrar novamente
Vontade de ser mulher.
Sinto-me animal feroz
Sinto-me bicho selvagem
Pois quero arrancar para sempre
Do meu peito
A tua imagem.

Quis tantas vezes escrever-te um poema
Falar-te meigamente,
Falar-te com doçura…
Quis tantas vezes escrever-te um poema,
Mas nunca este,
Feito de loucura!

7 Comments

  1. ai se eu tivesse tempo de parar e ler o teu poema, se eu pudesse ter tempo para rir ou balbuciar palavras mesmo do nada, ah se eu tivesse tempo de caminhar mesmo em caminhos de vácuo perdidos… se eu tivesse tempo, voltaria à infância e beijaria o mar do teu amor e deitar-me-ia na tua inocência… na tua espera por mim! mas….acorda, são vácuos perdidos no tempo. É o meu poema sem caminho!

    Paula Castro

  2. Eu deixava ficar tudo, mesma a loucura, tudo tal como escreveste.
    Quem escreve um poema assim é porque o sente…
    Muito bom.

  3. Bonito Poema. Esqueça a “LOUCURA” e escreva o Poema….. Nunca é tarde para se dizer tudo aquilo que sentimos… Um beijinho e parabens pela sua forma de escrever.

  4. Que loucura… Grande poema… gostei.
    Beijinhos amiga.

  5. Mas que desânimo, que tortura!…
    Mas… com força para continuar…..

Deixar uma resposta

Required fields are marked *.