O embrião

| 4 Comments

Um dia perguntaram-me:

O embrião da planta vive na semente um problema fundamental: como atravessar o invólucro que o resguarda, para construir o seu próprio caminho na direção da luz?

—–x—-

O embrião desenvolver-se-á na semente como uma criança. A terra será sua mãe e terá o ventre quente alimentado de chuva ou de orvalho. Ele romperá a membrana que o separa da vida, abraçará o mundo e, alegremente, esboçará o seu primeiro sorriso… e esse sorriso também será duvidoso como o sorriso primeiro que os teus olhos me deram.

Depois ele acreditará nas plantas vizinhas. Fincará os seus pés na terra e, beijado pelo sol que queimará o seu rosto, banhar-se-á quando a chuva chegar… e terá esperança de um dia crescer e tornar-se adolescente. Sonhará com o amor, com a flor que brotará da sua carne e será alimentado pela seiva, que ele sentirá como sangue.

E amará os frutos que mais tarde virão… e eles serão, aos seus olhos, os mais lindos do lugar. Como árvore, sentir-se-á orgulhosa ao contemplá-los, as suas folhas serão como um berço e entoará as mais lindas canções quando o vento soprar… e os seus ramos serão o seu lar.

Com o amadurecimento sentirá a sua primeira tristeza, mas não refreará o amor… sentir-se-á enfraquecida e impotente perante os limites da vida. O homem virá arrancar do seu colo de mãe, os filhos que viu crescer e que amamentou com carinho; na entrega do fruto chorará as suas primeiras lágrimas.

Quando criados, quando lindos, quando enfim chegara a hora de poder contemplar a sua obra, eis que amadurecem e … partem!

Irá recordá-los com tanta saudade que as suas folhas terão a cor do desespero, mas, como a vida é um ciclo, terá forças para voltar a vestir-se de esperança, para voltar a cumprir a sua missão de mãe árvore que ajuda o homem a viver.

E nunca se esquecerá que abraçou o mundo sorrindo para o desconhecido e que a lei da natureza, mesmo que cruel, ainda faz muito sentido.

4 Comments

  1. LINDO O SEU TEXTO, VINA . É A REALIDADE PURA. TAMBÉM EU ESPERO UM DIA QUE A MINHA ÁRVORE DO DESESPERO SE VOLTE A VESTIR DE ESPERANÇA…… UM GRANDE BEIJINHO.

  2. Muito bonito este teu texto sobre o “embrião”, aliás como todos os outros… mas há um paragrafo neste texto, que devido ao momento que vivo, me sensibilizou… é o:
    “Irá recordá-los com tanta saudade que as suas folhas terão a cor do desespero, mas, como a vida é um ciclo, terá forças para voltar a vestir-se de esperança, para voltar a cumprir a sua missão de mãe árvore que ajuda o homem a viver.”
    Lindo… lindo. Beijinhos amiga.

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.