Atentado

| 8 Comments

Ontem vi um filme chamado “Beautiful Boy”, que retrata o drama de um casal que é um dia surpreendido com a notícia de um massacre na universidade que o seu único filho frequenta, recebendo, através da presença da polícia, a notícia de que o seu filho morreu e, inclusive, que foi ele próprio que fez o massacre e se suicidou de seguida.

De imediato associei esta situação com o atentado de Boston. O que terá levado este dois jovens irmãos a cometer um atentado destes?

Como se sentirão os pais?

Se, tal como no filme, imaginarmos que os educaram com amor e lhes deram o melhor que tinham, poderemos pensar que devem estar a sentir-se muito mal.  Mediante as contingências da vida (andaram de país em país) e após terem vivido nos Estados Unidos durante onze anos, chegar um dia em que, de repente, as suas vidas foram radicalmente alteradas por esta tragédia.

Provavelmente questionar-se-ão sobre o que teriam feito de errado na educação dos filhos para eles agirem assim. Quem são aquelas pessoas? Não são os filhos que conhecem (ou pensam conhecer)!…

Estes pais têm, a meu ver, um duplo sofrimento: o choque de saberem que os seus próprios filhos são assassinos e a dor suprema de perder um filho.

Normalmente as pessoas só pensam nas vítimas e não se dão conta de que por trás de um agressor, está sempre uma família… uma família que também é vítima.

8 Comments

  1. Pois é amiga este tema é realmente muito forte e dá que pensar… principalmente para quem é mãe!!!!
    Um beijinho grande.

    • Como eu costumo dizer: “Quando vemos uma pessoa não imaginamos o que lá vai dentro”. Isto é, nós vemos a pessoa mas desconhecemos a sua história, as suas ambições, os seus problemas, etc., que a levam a pensar e a agir de determinada forma.
      Por isso é que nos surpreendemos tanto quando acontece qualquer coisa que escapa ao nosso entendimento.
      Beijinhos.

  2. Muito intenso esse tema. Pergunto muitas vezes o que se passará dentro das cabeças desses jovens?! E como também sou Mãe fico muito mal só de pensar que tenho dois filhos, que criei com tanto Amor, Carinho e que lhes incuti tantos valores….. E depois penso como será a´sua personalidade num futuro!!!!!?????? pobres Pais……..

    • Gracinha, as mães educam os seus filhos sempre pensando no que é melhor para eles e para a sociedade em que vivem. Mas, por vezes, o resultado não é aquele que esperaram encontrar.
      Beijinhos.

  3. Muito oportuno! As últimas frases do texto…..

  4. Esse é um drama tantas vezes ignorado, em circunstâncias idênticas…

    • Olá João, obrigada pelo seu comentário sempre oportuno.
      É verdade que este é apenas um exemplo, infelizmente, de dramas que geralmente são ignorados.
      Beijinhos.

Deixar uma resposta

Required fields are marked *.