Para quê escrever?

| 8 Comments

Não sinto inspiração
Para nada
Ando abatida
Triste
Cansada.
Sinto o mundo
Tão pequeno
Grande
Profundo
Sinto o mundo
Sem sentir nada.
Vejo
Escuto
Grito
E não ouves
Chamo
Murmuro
Imploro
E choro.
Vazio
Silêncio
Dor
Frio
E abstração
Fumo
Vício
Papel
E solidão.
Estrada
Vida
Cansaço
Tristeza
E nada.
Movimento
Calor
E tormento.
A rima não rima
O verso não sai
A caneta rascunha
E o papel cai
P’ra quê escrever
Se não sinto nada?
Para quê escrever
Se estou triste
Abatida
e Cansada?

8 Comments

  1. Escreva Vina, escreva sempre, descarregue tudo o que lhe traz essa ansiedade. Isso faz-nos bem, lava-nos a alma. que tudo aquilo que a apoquenta se dilua rápidamente, Um bejinho

  2. Escreva, escreva sempre, ainda que a rima não rime, que a caneta rascunhe, que o papel caia ao chão. Porque sempre estaremos lendo e sentindo o quanto de nós mesmos se encerra nessas tuas poéticas, belas e ao mesmo tempo dolorosas palavras! Bjs.

  3. Pois é Vina a Catarina tem razão… tens de continuar escrevendo assim como hoje o fazes… isso faz mesmo muito bem à alma.
    Beijinhos amiga

  4. Porque escrevendo abafas e desabafas esse cansaço que te fatiga, porque escrevendo partihas e esmigalhas essa solidão que te esmaga …. um beijinho grande 🙂

Deixar uma resposta

Required fields are marked *.