Contradição

| 3 Comments

Quero mas não tenho
Tenho mas não gosto
Gosto mas não uso
Uso mas não dou valor
Dou valor mas não protejo
Protejo mas não disponibilizo
Disponibilizo mas não dou
Dou mas não perco

Porque sem dar eu posso disponibilizar
Quando não disponibilizo posso estar a proteger
Quando não protejo também posso valorizar
Quando não dou valor uso sem me importar
Quando não uso é porque gosto demais e não quero perder
E quando não tenho é que eu quero.

3 Comments

  1. Em mais uma viagem de comboio, eu deposito umas palavras nas tuas, para agradecer o quanto é importante pensar em coisas, as quais também não damos importância mas que, temo-las, são nossas e as quais devemos proteger e dar o devido valor. Nesta sociedade de consumo infelizmente acontece e o mais grave é que acabamos por esquecer os outros, aquela pessoa que necessita de nós porque não tem e certamente lhe daria o valor merecido… Gostei, faz-nos pensar e nós necessitamos de pensar, as tuas palavras ajudam. Um beijo… Continua.

  2. Bonito, Keta. às vezes é bom não darmos o que nos pertence.

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.