O Dia da Mulher

| 4 Comments

Que me importa a mim se as árvores morrem de pé, ou os homens mijam de pé!?… (o que nem sempre é assim).

Por acaso não nasci mulher, nasci homem, que me sinto bem assim comigo próprio.

Mulher eu sendo, não me ia contentar com um dia dedicado a mim, como um aperitivo para me adoçar a boca (toma lá e cala-te que até tens um dia dedicado a ti).

E… os outros dias? O que fazem com as MULHERES?

São pagas menos por trabalho igual, são exploradas no lar, na cama, na sociedade, sem nunca pergutarem porque não há um dia do homem.

Para quê? A humanidade «machos» não precisam; eles estão sempre por cima.

Mas…

Que tristes nós «machos» que não sabemos dar o devido valor a uma fêmea. Sentimo-nos acomodados à nossa condição, sem olhar para o lado.

Antropologicamente falando, é a mulher que tem as «dores» para dar à luz, que gera e que gira, amamenta, que protege a sua prol (não menosprezando o contributo do HOMEM).

Sendo eu «mulher»… virava a mesa, chutava o balde e… diria:

– Sei que sou e posso ser tão macho como tu!…

4 Comments

  1. O mundo é machista – algumas mulheres tb são, é verdade – mas este dia ainda é fundamental sobretudo em algumas sociedades em que a luta ainda tem, infelizmente, mais frentes.

    • Obrigado pelo comentário!… Pena é que tenha que haver ainda mais frentes, nós homens e mulheres, é que temos que mudar o pensar e o sentir.
      Porque ambos os «géneros» nasceram de um ÚTERO de uma MULHER.
      Não estou a querer ser feminista… (apenas justo).

  2. Infelizmente o mundo não deixa de ser profundamente machista.

  3. Gostei. Gostei mesmo. Mas é pena que tudo seja
    utopia…

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.