A espera

| 16 Comments

Há um velho ditado que diz que “quem espera sempre alcança”. Chico Buarque contrariou-o quando disse “espere sentado ou você se cansa. Está provado: quem espera nunca alcança”.

A espera é um acto de paciência e não é por acaso que se diz também que “quem espera, desespera”. Outra frase feita é “saber esperar é uma grande virtude”.

Todos estes ditos podem ser confirmados ou desmentidos: tudo depende do “que” ou por “quem” se espera e se essa espera representa sucesso ou insucesso.

Esperar é poder concretizar, embora, às vezes, se espere o impossível.

Pode esperar-se algo ou alguém, mas também se pode esperar algo de alguém. A espera pode ser recompensada com a chegada ou frustrada quando o que esperamos não acontece.

Quem espera tem esperança. Esperar é acreditar que vai acontecer.

A espera pode ser angustiante, ou não. Tudo depende dos resultados. Uma coisa é certa, esperar é pensar, reflectir, ansiar, desejar.

A finalidade da espera é sempre um acontecimento. Esperar não significa paralisar, mas sim “suspender” a expectativa.

A espera pode ser imaterial, um desejo, uma aventura, uma palavra, um sentimento, um amigo, um amor, um sonho, uma história, uma vida.

A espera pode durar uns segundos ou uma eternidade… tudo depende da nossa persistência; se desistirmos da espera, é porque deixámos de acreditar.

Esperar pode trazer-nos tudo, mas também pode não nos trazer nada.

Uma coisa é certa: a espera não tranquiliza…

16 Comments

  1. Tb já escrevi sobre isto. Não é fácil esperar mas muitas vezes é preciso saber esperar pelas coisas boas. 🙂

  2. É verdade Vina, também se diz que quem espera desespera….. Eu por enquanto ainda vou esperando, quanto mais não seja, por dias melhores. Oxalá eles cheguem cheios de Paz, muita Paz, Compreensão, Amor e Carinho, pois é coisa que eu já não tenho há muitos anos, daqueles que amo tanto. Obrigada Vina pela coisas que nos escreves. Um beijinho

    • Obrigada Gracinha, pelo comentário. Espero que a sua espera valha a pena… e já agora “tudo vale a pena se a alma não é pequena”… e eu sei que a sua alma é muito grande. Um beijinho também para si.

  3. É verdade, que quem espera também desespera. Mas eu ainda vou esperando. Pelo menos por dias melhores. Acreditando que o tempo ainda possa trazer à minha vida, Paz, muita Paz, Amor, Tolerância e carinho, daqueles que amo tanto!!!!

  4. Esperar é uma grande virtude!?…
    Quem espera desespera!?…
    Se alguns tiverem paciência para esperar, bom para eles, sem desesperarem….
    Quem desespera por esperar; Então tem que desistir (ou mudar de expectativas)
    inventando assim uma nova espera, para nos dar animo para continuar, nem que essa «coisa» fique para lá do horizonte ……
    Nem que seja a própria morte, que essa vamos todos alcançar.

  5. Este teu texto “À ESPERA” é mais uma incursão bem conseguida, e tens a virtude de não fechares completamente o véu a quem ache realmente que a espera possa compensar: chama-se a isso – também na escrita – , ter a maleabilidade presente que é derivada do respeito pelo leitor … Parabéns e um bj.

    • Que bom ver-te por aqui Severino, meu amigo, meu irmão.

      A minha escrita é muito simples, tão simples como eu. Penso e sinto, por isso escrevo. Partilhar com os amigos é um privilégio.

      Um beijo grande e obrigada.

  6. E andava eu esperando a tua prosa que não vinha, não desesperei de esperar e a esperança esperançou.
    Beijinhos e bom regresso.
    Iza(Bélinha)

    • Tu és tão engraçada a escrever, Izabel. Tens um toque africano que me agrada. Obrigada por teres esperado. Estou de volta para mais escritas…
      Obrigada pelo comentário e um beijinho grande para ti.

  7. Saber esperar é uma virtude, que nem toda a gente cultiva…

  8. A espera não tranquiliza, mas dá alento à vida, dá forças ao que parece insustentável, dá asas a quem sabe não poder voar. Espera, doce espera, da vida, dá vida, de nós mesmos!

    • Olá Betty.
      Essa espera de que fala, a tal que dá alento à vida, tem uma “pitadinha” de sonho e outra de esperança, que temperam as nossas vidas.
      É sempre bom ler os seus comentários, porque – como diriam os mais velhos – são muito “escorreitos”. Um beijo.

  9. É verdade amiga… quem espera nem sempre alcança o que deseja, mas tu continuas a escrever coisas muito bonitas… um beijinho muito grande e até outro dia.

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.