Reclamar? Porque não?

| 0 comments

São inúmeras as vezes em que nos impelem a comprar determinado bem ou serviço, afirmando convictamente que teremos imensas vantagens em efetuar tal aquisição, quer esta seja uma novidade ou a substituição do que já temos/utilizamos.

Mesmo sendo complicado receberem um “Não” quando nos ligam ou batem à porta a anunciar os seus produtos/serviços, somos nós que temos a opção de escolha, ou seja, somos nós que decidimos se queremos ou não acreditar nas profecias e “embarcar” naquela compra.

O problema maior vem depois, se compramos e alguma coisa corre mal. E são várias as possibilidades de acontecer:

  • as vantagens não eram tal qual as que foram anunciadas,
  • o produto vem com problemas,
  • o serviço não é bem prestado,
  • a faturação não é a contratada, etc., etc.

Aqui, sim, começa o nosso martírio!

  • é o telefone de apoio ao cliente que nos dá música em vez de nos atender um operador, ou atende um operador e passa a outro(s) até se encontrar o que possa responder ao nosso problema.
  • é o contrato que não corresponde ao anunciado pelo vendedor, mas apresenta, em letras pequeninas, aquilo que não interessava que o cliente soubesse.
  • São os períodos de fidelização para garantir que o vendedor/operador não tem qualquer prejuízo se nós quisermos desistir do serviço.
  • São lojas/serviços que fecham e que nos deixam “pendurados”.

São as mais variadas situações para nos sentirmos arrependidos e inferiorizados relativamente ao vendedor, e gastarmos mais dinheiro para repor a situação inicial, se ainda houver essa possibilidade. A máxima “o cliente tem sempre razão” não é conhecida por estes senhores!…

Face a esta problemática, se reclamarmos por escrito atempadamente poderemos conseguir resolver alguns destes problemas. Por isso, deixo aqui a indicação de alguns sites onde poderemos fazer valer os nossos direitos de consumidores:

http://www.eusoucliente.com/
http://www.deco.proteste.pt/reclamar (apresenta cartas-tipo para reclamar)
http://www.portaldaqueixa.com/
http://www.sires.gov.pt/ (quando reclamamos com o Estado / serviços públicos)
http://www.reclamacoesequeixas.pt/
nos sites das próprias empresas que venderam o bem ou serviço.

Deixar uma resposta

Required fields are marked *.