O livro

| 3 Comments

Perguntei-lhe “o que estás a ler?”
E ele disse-me!
Perguntei-lhe “emprestas-me o livro?
Respondeu-me “sim! Quando o acabar de ler!”
E emprestou-mo!

Foi o livro mais importante de toda a minha vida, porque me falou de mim. Nele encontrei o meu eu.

Se foi importante? O livro ou a pessoa?

Direi que foi o livro… mas quem mo emprestou foi a pessoa; por isso também ela foi importante. Se não mo tivesse emprestado, eu não o teria lido… e, nessa perspectiva, ele foi mais importante que o livro. Por outro lado, ele era nada e o livro era eu.

Não. Não é a história da galinha e do ovo, porque aqui ele apareceu primeiro… mas o livro é que foi marcante.

Nesta dicotomia, ambas as coisas foram importantes, embora ele não tivesse tido importância nenhuma.

Do livro ficou-me tudo: o título, a autora, o amor e eu. Dele só sobreviveu um nome; o rosto foi apagado e ele desapareceu. Nada teve importância, excepto o livro que me emprestou e que mudou toda a minha vida!

Ele foi o veículo; talvez tenha sido essa a sua missâo na minha vida.

E ele nem sabe o quanto foi importante, sem ter tido importância alguma.

UM LIVRO PODE MUDAR MUITAS VIDAS!

3 Comments

  1. 🙂 Lindo Vina.

  2. Gostei Vina. Se pode mudar a nossa vida!!!!!!!!!!! E por vezes de que forma!!!!!!! Beijinhos. Gosto sempre das tuas Histórias. (Ou não histórias….)

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.