O amor é um pássaro verde…

| 5 Comments

amor-passaroverde-campoazul

Lembro-me de, há muitos anos, ter lido um livro sob o título “A Criança e a Vida”, escrito por Maria Rosa Colaço, professora primária que tendo sido colocada numa escola problemática, deitou fora a régua de bater e conquistou os seus alunos, estimulando-lhes a imaginação e fazendo deles pequenos “escritores” com perguntas como “O que é ser velho?”, “O que é a tristeza?”, “O que é a vida?”, “O que é o amor?”, “O que é a morte?” e outras.

Uma das frases mais famosas do livro, editado nos anos sessenta e escrita por um rapazinho de nove anos, foi reproduzida em poster sobre uma imagem de um jovem casal a beijar-se: “O amor é um pássaro verde num campo azul no alto da madrugada”.

Maria Rosa Colaço, que os alunos designavam por “pombo azul” ou “pássaro azul” não ensinou apenas a ler, a escrever e a contar; ela despertou afectos e semeou sonhos, poesia e esperança nos corações daqueles meninos de rua, sofridos, desprezados, mal amados, filhos da miséria e da fome.

MRosaColacoCVDo livro, hoje trago comigo a pergunta de uma menina africana retirada do texto “História de Maria”, que nunca mereceu grande destaque:

“E Maria morta pensava: em cima da terra toda tem tanta comida, porque foi que eu morri com tanta fome?”

A profunda desigualdade na distribuição da riqueza no mundo é verdadeiramente chocante; o número de pessoas que vivem abaixo do limiar da pobreza atinge já mais de trezentos milhões de seres humanos.

Quando é que os “senhores da terra” acabam com isto?

5 Comments

  1. Uma realidade magnificamente retratada, Salvina. O mundo está enfermo. Os poderosos fingem não saber! Viver foi, há muito tempo, relegado para segundo plano. A palavra de ordem é sobreviver… triste, muito triste.

    • Pois é, Margarida, o mundo está cada vez mais pobre com gente cada vez mais rica. Se os governos se preocupassem efectivamente com as pessoas e não com o acúmulo de cada vez mais riqueza, teríamos com certeza, um planeta mais justo, mais humano e mais protector. Obrigada pelo teu comentário e um beijo carinhoso.

  2. Agora me fizeste recordar!….. Quando era adolescente, foi um postal que ofereci à minha namorada. (Achei isso lindo)

  3. Amiga continuas a escrever textos lindíssimos e este é digno de se meditar nele…
    “Quando é que os “senhores da terra” acabam com isto?”…
    Pois é não sei se algum desses senhores alguma vez o fará… entretanto muitas “Marias” irão morrer com fome… infelizmente.
    Um grande beijinho

    • A pobreza é uma vergonha para o mundo, enquanto uns estragam, outros morrem de fome. Já era tempo de acabar com isto e não vejo jeitos disso acontecer. Os governos cada vez mais se esquecem das pessoas para valorizar o dinheiro e os resulados estão à vista. Obrigada Aldina, pelo teu comentário. Nem imaginas como é bom receber, por esta via, umas palavrinhas. Um beijo.

Deixar uma resposta

Required fields are marked *.