De manhã… de noite…

| 2 Comments

Acordei de manhã, e desvanecer-se vi!
Todo o azul,  todo o branco e o amarelo das cearas…
Que ideia posso ter dessas coisas?
Que opinião posso ter sobre as causas e os efeitos?
Foi um sonho realizado que já foi, como quem está ao sol e fecha os olhos que começa a não saber o que é o sol….
Sentido único do universo?
Ou quando o começo  da manhã está raiando, ou pelos lados do sol um vago ouro lustroso vai perdendo a escuridão.
Que doce e suave manhã!
Tenho toda a luz do meu entardecer.

Sonolento vi os mastros dos navios…
Como se afastando de um horizonte que já não era meu.
Sonho sonhado que não sonhei.
Ansia sonhada que já beijei.
Realidade morta que não vivi.

E ao longe, dando mais uma volta no sentir…
Toda a noite cavalga
Todo o dia morre.

2 Comments

  1. Obrigado pelo comentário!… Sonhar ainda consigo, e não paga imposto.

  2. Que bom!!!!!!!! Foi um sonho lindo. É bom ainda teres a capacidade de “Sonhar”. E isso é algo que ninguém nos pode tirar. Beijos cheios de Amor e Ternura,

Deixar uma resposta

Required fields are marked *.