Os olhos no ecrã ou o ecrã nos olhos?

| 3 Comments

O dia está luminoso. O sol brilha e incendeia-me o corpo. Nos olhos… a claridade… a claridade que me cega. Ali, tão perto, os rostos não têm olhos, nem bocas, nem sorrisos. Os rostos são mundos sem expressão, meros embrulhos de luz.

Faltam pixels no ecrã com que me vejo. Não tenho botões para ajustar o brilho, o contraste, a cor… e os olhos desmaiam-me.

Sou eu que vejo o ecrã? Ou é o ecrã que me vê a mim?

Que borracha me apagou (ou acendeu) estes pontinhos nos olhos e me deu vista de ecrã defeituoso?

3 Comments

  1. Há algo que essa maldita borracha jamais apagará… o brilho no seu olhar.

  2. Entendi isso que escrevestes!… (Acho que também o sinto?…..)

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.