No meio dos escombros é sempre possível existir uma flor

| 2 Comments

O tempo não pára. Eu também não! Vamos envelhecendo juntos. Eu mais do que ele. Porque ele é sempre novo… e eu, que hoje (porque existo) o tenho, perco-o (ou ganho-o) todos os dias até que se esgote e deixe de ser meu. Só existimos enquanto temos tempo. Cada momento vivido é menos um momento que temos para viver. Os ponteiros do relógio da vida avançam inexoravelmente para o fim. Entretanto fomos crianças, crescemos, vivemos e envelhecemos.

Não sei o que me espera, nem se me espera alguma coisa. O tempo já desenhou linhas no meu rosto. Algumas são suaves, outras mais profundas. Umas vêem-se. Outras adivinham-se. Todas fazem parte das sementes lançadas nos meus terrenos de vida. As rugas germinaram devagar, quase imperceptivelmente. Os meus olhos perderam acuidade e não as viram… ou não quiseram vê-las. Agora vejo-me. Mal, mas vejo-me. Envelheci!

Quase sem dar por isso, estou a entrar na última etapa da corrida, embora não saiba onde fica a meta. Também não quero saber. Nesta corrida o vencedor será sempre o último a chegar, mesmo que tenha sido o primeiro a partir. O carro da vida não tem rodas, nem volante, nem acelerador ou travão. Não o conduzimos, não o guiamos nem lhe imprimimos velocidade. Mas viajamos nele.

Um dia destes estou a fazer como a minha mãe: via-se ao espelho e dizia para si “Carantonha! Como eras e como te puseste! Carantonha”. Achava-se feia. Eu achava-a linda. Sempre a achei linda. Uma velhota linda. A mais linda das velhotas que conheci.

O amor não tem olhos de ver, só tem alma de sentir. Já dizia o ditado que “quem o feio ama bonito lhe parece”. Quero que mesmo enrugada, amarfanhada, velha e torpe, haja sempre quem me ache linda. É sinal que alguém me ama para além do corpo, que me sente para além da carne. O sentir não tem fronteiras físicas.

Quando partir só quero deixar uma ténue fragrância na vida dos que me amam. Mais nada!

2 Comments

  1. Minha AMIGA, , tens razão. O Tempo não se compadece de nós, rouba-nos tudo, a beleza, a juventude, a saúde, a alegria , a vontade de sonhar, da fazermos projetos, mas também nos dá alguma coisa em troca, que são os momentos de alegria que passamos com aqueles que nos amam e nos”aturam”, os verdadeiros AMIGOS, a Família, os sonhos que por vezes conseguimos alcançar, enfim é o nosso percurso ao passarmos por ELE. Tu continuas linda minha querida Amiga, por fora e por dentro. Gosto muito de ti. Nesta idade temos que esquecer as rugas. Elas fazem parte da nossa identidade. Parabéns e continua a dar-nos o gosto de podermos continuar a ler as coisas maravilhosas que escreves.

  2. Para mim continuas linda!… O tempo é sempre novo, ele é que está, ele não passa.
    Nós é que passamos pelo tempo.

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.