Quatro quadras de graça

Há quem me chame de Graça
Outros me chamam Gracinha
Alguns !…. Maria, por chalaça

Há quem me cobre o que dão,
Doi-me !… O nó  desenlaça,
Dou-lhes e eles o perdão,
Que eu dou tudo de graça.

Ter graça não é ser engraçado
Nem ter cara de palhaço;
É ter na vida um passado,
E saber sempre o que faço

Por fim !… no fim desgraçada
Sem querer dó nem piedade,
Sou uma Fada mal fadada,
Que tem Amor e Saudade.

Deixar uma resposta

Required fields are marked *.